segunda-feira, 19 de setembro de 2016

VAGAS PARA DESIGNAÇÃO - Carmo do Cajuru

VAGA PARA DESIGNAÇÃO carmo do cajuru


VAGAS PARA DESIGNAÇÃO 


Dia: 20/09/16 
Horário: 16 horas 
Local: Secretaria Municipal de Educação e Cultura 

01 Vaga Auxiliar de Secretaria – Turno da tarde – E.M. Nossa Senhora do Carmo – Contrato de: 21/09 a 16/12/16 – Justificativa: o auxiliar contratado desde o início do ano solicitou a rescisão do contrato para tomar posse em cargo conforme nomeação do Concurso Público Municipal. 

01 Vaga Auxiliar de Serviços da Educação – Turno da manhã – E.M. Santo Antônio da Serra – Período indeterminado – Justificativa: Licença de saúde sem tempo determinado aguardando parecer do perito. 


NO ATO DA DESIGNAÇÃO OS CANDIDATOS DEVERÃO APRESENTAR OS DOCUMENTOS PESSOAIS ORIGINAIS, COMPROVAR SUA HABILITAÇÃO PARA O CARGO PRETENDIDO.

  

Poderá gostar também de: Vagas para as Escolas Estaduais

sábado, 17 de setembro de 2016

MEC divulga índice de qualidade da educação em Carmo do Cajuru - Ideb 2015

O MEC divulgou no dia 08 de setembro o resultado do IDEB 2015, que avalia a qualidade da educação.

Resultado do Ideb - Avaliação da Educação Básica

O que é o Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado pelo Inep em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir em um só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. Ele agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações em larga escala do Inep a possibilidade de resultados sintéticos, facilmente assimiláveis, e que permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.


Como o Ideb é calculado

O Ideb é calculado a partir de dois componentes: taxa de rendimento escolar (aprovação) e médias de desempenho nos exames padronizados aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente pelo Inep. As médias de desempenho utilizadas são as da Prova Brasil (para Idebs de escolas e municípios) e do Saeb (no caso dos Idebs dos estados e nacional).


Veja os resultados do Ideb 2015

O Ideb 2015 nos anos iniciais da rede municipal de Carmo do Cajuru atingiu a meta (6,5). O foco deve ser manter a situação para garantir mais alunos aprendendo e com um fluxo escolar adequado.

A rede municipal de Carmo do Cajuru ficou acima da média estadual (6,1) e da média nacional (5,3)

Resultado IDEB Carmo do Cajuru


EVOLUÇÃO IDEB EM CARMO DO CAJURU

EVOLUÇÃO IDEB EM CARMO DO CAJURU


Meta do Ideb para Carmo do Cajuru


Ideb 2015


Ideb no estado de Minas Gerais

Ideb no Estado de Minas Gerais


Resultado do Ideb por escolas municipais em Carmo do Cajuru

ESCOLA MUNICIPAL PRINCESA ISABEL 7.2

ESCOLA MUNICIPAL NOSSA SENHORA DO CARMO 6.3

ESCOLA MUNICIPAL SÃO JOSÉ 5.9

ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO MALAQUIAS CLAUDIO - 5.7

Escola Municipal Princesa Isabel se destaca no Ideb 2015

A EM Princesa Isabel  apresentou a melhor nota (7.2) entre as escolas de Ensino Fundamental (anos iniciais) no município de Carmo do Cajuru, atingindo em 2015 a meta projetada para ser alcançada apenas em 2017.

Desde 2009 que a escola vem superando as metas e se tornando referencia de qualidade de ensino no município.

Veja o gráfico de evolução da EM Princesa Isabel no Ideb de 2007 até 2015:

gráfico de evolução da EM Princesa Isabel

A Escola também ficou acima do IDEB observado para a rede pública do Estado de Minas Gerais (incluindo escolas municipais, estaduais) que foi de 6.1.

Para consultar o Ideb: Resultado Ideb

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Dez dicas para incentivar as crianças a comerem comidas saudáveis

 Dicas para reduzir o consumo de junk food pelas crianças

Dez dicas para incentivar as crianças a comerem comidas saudáveis

O livro ‘Crianças sem marca: Dicas para pais que vivem em uma cultura de mercado", traduzido pelo projeto Criança e Consumo do original ‘Kids Unbranded’ lançado em 2014 pelo Centro para um novo sonho Americano, apresenta uma série de possibilidades para se viver de forma mais sustentável e harmônica em uma sociedade de consumo.

Saiba mais sobre o conceito de junk food


O Criança e Consumo selecionou e adaptou algumas destas dicas presentes no livro para inspirar pais, responsáveis e professores a lidarem com o tema do consumo na infância. Na seleção de hoje apresentamos algumas sugestões de como reduzir o estímulo ao consumo de junk food, confira:

  1. – Evite que a criança fique exposta à publicidade de produtos alimentícios com altos teores de gorduras, sódio e açúcar e de bebidas de baixo teor nutricional;
  2. – Quando uma criança pedir para comer algum desses produtos, pergunte de onde veio o desejo e converse sobre o assunto;
  3. – Converse sobre as publicidades que encontrar pelo caminho enquanto está com a criança e a ajude a desenvolver o pensamento crítico;
  4. – Ajude a divulgar os avanços e benefícios da luta pelo fim da publicidade dirigida a crianças, em especial de produtos alimentícios de baixo teor nutricional;
  5. – Cozinhe com as crianças e aproveite esses momentos para explicar a importância de uma alimentação saudável;
  6. – Leve as crianças para conhecerem de onde vêm os alimentos. Um passeio a uma fazenda, um sítio pode cair muito bem.
  7. – Que tal plantar algo que a criança possa comer depois?
  8. – Converse com outros adultos sobre alimentação saudável, leve o tema para as reuniões da escola e outros locais educativos, ajude a implementar uma cultura de alimentos não processados na cantina da escola;
  9. – Dialogue sobre os impactos negativos que a comunicação mercadológica e a publicidade têm sobre as crianças e aponte a presença de materiais deste tipo nos ambientes frequentados pelas crianças;
  10. – Dê o exemplo e converse para que os demais membros da família façam o mesmo.
Se quiser saber mais sobre alimentação saudável, o Ministério da Saúde elaborou o Guia Alimentar para a População Brasileira, que apresenta recomendações alimentares para a população.

O ‘Criança sem marcas’ está disponível para download gratuitamente no site do projeto (faça o download aqui).

Fonte: http://www.ebc.com.br

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Confira a lista de trabalhadores que tem direito ao Abono Salarial PIS/PASEP (2014) e não receberam

Em Carmo do Cajuru, 91 trabalhadores tem direito ao  abono PIS/PAPSEP e ainda não receberam. O prazo termina dia 31/08/2016.


O Ministério do trabalho disponibilizou as listas com os nomes de todos os trabalhadores que ainda não sacaram o Abono Salarial (ano-base 2014), divididas por estados e cidades. O prazo para o saque do benefício foi prorrogado e vai até 31 de agosto.

Ministério disponibiliza lista de nomes de quem tem direito ao Abono Salarial ano-base 2014

Para facilitar o acesso dos trabalhadores as informações, o Ministério do Trabalho disponibilizou mais uma ferramenta para quem ainda não sacaram o Abono Salarial ano-base 2014. A partir desta quinta-feira (25), está disponível no site do Ministério uma lista com o nome de todos os trabalhadores que tem direito ao benefício e que ainda não procuraram uma agencia da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil para realizar o saque. 

Para realizar a consulta é necessário que o trabalhador entre no site do Ministério do Trabalho, clique no banner “Abono Salarial”, localizado na parte superior da tela, e realize a consulta. Para avançar na pesquisa basta que o trabalhador localize seu estado e seu município, e procure seu nome, que constará em uma lista em ordem alfabética.
Para facilitar a busca nos estados com maior número de trabalhadores que ainda não sacaram o benefício: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, a pesquisa disponibiliza uma lista dos municípios em ordem alfabética. Exemplo: no estado de São Paulo, procure a primeira letra do nome da sua cidade, como “C” para Carmo do Cajuru.


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Edital de vagas para o ingresso de alunos no Colégio Tiradentes

Edital de vagas para o ingresso de alunos no Colégio Tiradentes - Unidade Divinópolis

O Colégio Tiradentes da Polícia Militar - Unidade Divinópolis - publicou edital de vagas para o ingresso de alunos para o ano letivo de 2017


Atualizado: 19/08/16 - 13:00h

O Colégio Tiradentes da Polícia Militar - Unidade Divinópolis - publicou edital de vagas para o ingresso de alunos para o ano letivo de 2017

As vagas são destinadas para alunos que vão ingressar no 1º Ano do Ensino Fundamental em 2017 e que completam 6 anos até 30 de junho de 2017.

Cronograma de atividades do Edital de vagas para o ingresso de alunos no Colégio Tiradentes


Inscrição on-line:

http://www.sistemas2pm.mg.gov.br/sorteioctpm
 

Anexo B (Calendário de inscrição para sorteio de vagas para os anos de acesso) do Edital nº 01/2016 – DEEAS:


Calendário de inscrição do Edital de vagas para o ingresso de alunos no Colégio Tiradentes


1 a 5 de Setembro de 2016
Candidatos filhos ou menores sob guarda de policiais e bombeiros militares para sorteio de vagas nas séries de acesso (1º e 6º do ensino fundamental; e 5º ano do CTPM/Montes Claros) nas unidades do CTPM.

6 a 10 de Setembro de 2016
Candidatos filhos ou menores sob guarda de funcionários civis efetivos da PMMG para sorteio de vagas nas séries de acesso (1º e 6º do ensino fundamental; e 5º ano do CTPM/Montes Claros) nas unidades do CTPM.

11 a 15 de Setembro de 2016
Demais candidatos para sorteio de vagas nas séries de acesso (1º e 6º do ensino fundamental; e 5º ano do CTPM/Montes Claros) nas unidades do CTPM.



 As vagas para alunos do 2º ao 5º Ano do Ensino Fundamental.

Anexo D (Calendário de inscrição para sorteio de vagas para os demais anos escolares) do Edital nº 01/2016 – DEEAS


2 e 3 de Janeiro de 2017
Candidatos filhos ou menores sob guarda de policiais e bombeiros militares para sorteio de vagas nos demais anos escolares.


4 e 5 de Janeiro de 2017
Candidatos filhos ou menores sob guarda de funcionários civis efetivos da PMMG para sorteio de vagas nos demais anos escolares.


6 e 9 de Janeiro de 2017
Demais candidatos para sorteio de vagas nos demais anos escolares.


Para realizar a inscrição é necessário CPF da criança. 



segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Cajuru Rodeio Show 2016

Vem aí o Cajuru Rodeio Show!

E para animar ainda mais os fãs do Cajuru Rodeio Show, as atrações foram confirmadas.

O Cajuru Rodeio Show 2016 acontecerá entre os dias 08 e 11 de setembro. A festa será realizada novamente no Parque de Exposições de Carmo do Cajuru. E para animar ainda mais os fãs do Cajuru Rodeio Show, as atrações foram confirmadas.
A abertura do evento ficará por conta da dupla César Menotti & Fabiano, considerada uma das mais renomadas do país. No dia seguinte, será a vez da cantora Paula Mattos subir no palco. Já no dia 10, a dupla Pedro Paulo & Alex vai comandar a festa com os maiores sucessos do sertanejo. No encerramento, dia 11, Di Paulo & Paulino irão completar a programação da festa.
Além disso, haverá o tradicional rodeio, com grandes provas e peões que mostrarão suas maiores habilidades. O rodeio terá ainda categorias variadas e diversos prêmios aos vencedores.

Ingressos para o Cajuru Rodeio Show 2016



Os ingressos podem ser adquiridos no site da Total Acesso (www.totalacesso.com.br). O valor do ingresso passaporte custa R$70 (incluso taxa adicional). A entrada do dia 11 será 2kg de alimento, que serão repassados para entidades carentes.
Os ingressos podem ser adquiridos no site da Total Acesso www.totalacesso.com.br

Programação Cajuru Rodeio Show 2016


08/09 – César Menotti & Fabiano
09/09 – Paula Mattos
10/09 – Pedro Paulo & Alex
11/09 – Di Paulo & Paulino

Moradora de Carmo do Cajuru precisa de ajuda para tratamento.

Vamos ajudar!

"Quem ajuda os outros, faz bem a si mesmo"

#TratamentodaAna
Ana Fonseca tem 25 anos e foi diagnosticada com uma síndrome rara chamada Síndrome de Tietze. Porém no caso da Ana é mais rara ainda, pois essa síndrome em 99% dos casos desaparece na literatura em no máximo 12 semanas. E no caso da Ana já dura há mais de um ano e tem piorado cada vez mais, o que tem um risco muito grande de estar se tornando crônica.



https://www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-da-ana-77c5df78-15dc-4b2b-b560-faaa067d6588

Ana Fonseca tem 25 anos e foi diagnosticada com uma síndrome rara chamada Síndrome de Tietze. Porém no caso da Ana é mais rara ainda, pois essa síndrome em 99% dos casos desaparece na literatura em no máximo 12 semanas. E no caso da Ana já dura há mais de um ano e tem piorado cada vez mais, o que tem um risco muito grande de estar se tornando crônica.

Segundo o Dr. Marcos Britto da Silva a  síndrome de Tietze  é uma inflamação entre a cartilagem costal e o externo. Podemos defini-la como uma externo-condrite.  A principal queixa da síndrome de Tietze é a dor aguda. Essa dor torácica aguda muitas vezes assusta o paciente que pensa que está infartando. Diferente do infarto ocorre aumento da dor com a palpação local a região fica dolorida e algumas vezes inchada (edema, aumento de volume local).A dor pode ser idêntico a um ataque cardíaco e pode causar hiper ventilação, ataques de ansiedade, desmaios, ataques de pânico, torpor temporários e pseudo paralisia nos paciente mais ansiosos. A dor piora com a inspiração profunda e à leve palpação local. A duração é variável e está relacionada a sua causa. Pode duras poucos dias nos casos após esforços físicos porém a literatura salienta casos de ate 12 semanas nos casos de infecção viral.   A dor em alguns casos pode se tornar crônica, porem isso é raro.  Não sabemos exatamente as causas da Síndrome de Tietze, porém muitas vezes resulta de um esforço físico, impactos no peito, acidentes, lesões.

No caso da Ana, ela sofreu um acidente de carro em 17 de agosto de 2014 na Fernão Dias. Alguns meses depois começou a sentir dores alucinantes, porém após ir em mais de 20 médicos, ninguém sabia o que era.  Somente ano passado em 2015, ela foi diagnosticada com a Síndrome.  O problema, é que nenhum médico teve um tratamento eficaz. Apenas anti-inflamatórios,analgésicos e exercícios. Remédios cada dia mais caros e em mais dosagens que nunca surtem efeito. Passou meses de cama.  Ana acorda e dorme com dores agudas na maioria dos dias. Passou alguns meses de cama em repouso e agora tem piorado bastante. Mas ela nunca reclama, pouca gente sabe. Sempre se esforçou mesmo nos momentos mais difíceis.

No ínicio apenas o torax esquerdo tinha um edema e  inchaços em cada coluna perto do peito, porém hoje quase um ano depois o lado esquerdo também apresenta edemas e inchaços, e em todas as colunas próximas a barriga. A dor se tornou insuportável, os familiares e amigos sofrem junto, pois é angustiante o tamanho da dor apesar da quantidade de remédios.

Finalmente, depois de todo esse tempo ela conseguiu encontrar um especialista no Rio de Janeiro, que já tratou e curou alguns casos de Tietze. Pois nesses casos extremos, pode ser administrada uma série de injeções para destruir de forma permanente o nervo causador da dor. Porém o tratamento é avançado, e não existe no SUS.

 Ana é oriunda de família simples, sem recursos financeiros estudou toda a vida em escola estadual, batalhou e formou-se em Ciência e Economia pela Universidade Federal de Alfenas sempre foi guerreira e dedicada. Segue link de uma entrevista que o MEC fez com a mesma em 2013 " Estudante Mineira comemora oportunidade única".http://portal.mec.gov.br/ultimas-noticias/212-educacao-superior-1690610854/18958-estudante-mineira-comemora-a-oportunidade-unica-na-formacao

E finalmente para que esse tratamento seja realizado será necessário a aplicação de 15 injeções no valor de R$ 1.000 cada uma. ( um mil reais), ou seja será necessário o valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais).
Um amigo que mora no Rio de Janeiro ofereceu alojamento grátis durante o tratamento.

Se você puder doar qualquer valor, será de grande, de imensa ajuda. Deus abençoe e retribua em dobro.


Quem quiser doar direito, a conta é:
Ana Flávia Arcanjo da Fonseca
Cpf 09838486612
Banco do Brasil
Agência: 0032-9
Conta corrente: 655317

Ana Fonseca tem 25 anos e foi diagnosticada com uma síndrome rara chamada Síndrome de Tietze.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Como se cadastrar no Bolsa Familia

Confira os passos para participar do programa Bolsa Família

 
Quem pode participar do Programa Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda criado para garantir o acesso à educação e à saúde das famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza no país. O programa de transferência de renda brasileiro inspira programas sociais pelo mundo.  

1. Quem pode participar do Programa Bolsa Família


O Programa Bolsa Família atende às famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Foi utilizado um limite de renda para definir esses dois patamares. Assim, podem fazer parte do Programa:

- Todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 85,00 mensais;
- Famílias com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

 2 Como e onde se cadastrar no Bolsa Família

Para participar do programa é necessário estar cadastrado no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico. Cabe à prefeitura realizar esse cadastramento. Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, você deve procurar o setor responsável pelo programa na sua cidade de posse dos seguintes documentos:
- Para o Responsável Familiar: CPF ou título de eleitor;
- Para os demais membros da família: qualquer documento de identificação, como a carteira de identidade, CPF, título de eleitor, certidão de casamento ou nascimento, carteira de trabalho.
Mas, atenção, esse cadastramento não implica inclusão imediata no programa (confira os próximos passos nos itens abaixo)

O Responsável Familiar deve procurar o setor responsável pelo Cadastro Único ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Se não souber onde fica o local de cadastramento, pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias.


O Ministério do Desenvolvimento Social informa que os beneficiários e os gestores do Programa Bolsa Família devem atualizar o número de telefone celular no Cadastro Único (CadÚnico). A medida, segundo a pasta, visa a alertar de forma rápida e direta às famílias sobre atualização cadastral, vacinação e cumprimento da frequência escolar.

3 Como é feita a seleção dos inscritos no Bolsa Família


A seleção das famílias é feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Com base no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o MDS seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no programa. A seleção é realizada mensalmente e dá preferência de inclusão no programa às famílias com menor renda.

4 Cartão Bolsa Família


O cartão do Bolsa Família é emitido automaticamente, a partir do ingresso do beneficiário no programa. Ele será enviado pelos Correios ou retirado em agência da CAIXA. Após o recebimento, o beneficiário deverá se dirigir a uma agência da Caixa ou Lotérica para cadastramento de senha.


 Documentos obrigatórios

 Para o Responsável pela Unidade Familiar (RF), é obrigatória a apresentação do CPF ou do Título de Eleitor.
As exceções são as famílias indígenas e quilombolas:
- O RF da família indígena pode apresentar o CPF, o título de eleitor, mas também o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) ou outros documentos de identificação, como certidão de casamento, RG e carteira de trabalho;
- O RF da família quilombola pode apresentar o CPF, o título de eleitor ou outros documentos de identificação como certidão de nascimento, certidão de casamento, RG ou carteira de trabalho.
 Para as outras pessoas da família, é obrigatória a apresentação de qualquer um destes documentos de identificação: certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho ou Título de Eleitor.

Documentos que não são obrigatórios, mas facilitam o cadastramento

  • Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz;
  • Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Se não tiver o comprovante, o RF deve informar o nome da escola de cada criança ou jovem;
  • Carteira de trabalho
     

Cadastramento de pessoas sem documento


Se alguém da família ou se todos integrantes não tiverem documentos, não tem problema. O entrevistador do Cadastro Único deve fazer a entrevista, orientar e encaminhar a família ou a pessoa para tirar os documentos. Se a pessoa nunca foi registrada, a primeira via da certidão de nascimento é de graça. O cadastramento é um direito da família de baixa renda.
Mas, enquanto o(a) Responsável Familiar não apresentar um dos documentos obrigatórios ao entrevistador e um documento para cada membro da família, o cadastro ficará incompleto e a família não poderá participar de programas sociais. Ainda assim é importante que o cadastramento seja feito, pois isso permite ao governo saber que precisa realizar ações de mobilização para o registro civil de nascimento e a documentação básica dos cidadãos.

Programas que atendem aos inscritos

Cada vez mais, o governo federal, os estados e os municípios utilizam o Cadastro Único para identificar potenciais beneficiários de programas sociais. Isso integra esforços de todas as esferas governamentais no enfrentamento da pobreza e contribui para otimizar a gestão dos programas, além de evitar desperdício de recursos públicos.
Mas o cadastramento não significa a inclusão automática em programas sociais. Esses programas usam as informações do Cadastro Único, mas são gerenciados por outros órgãos. A seleção e o atendimento da família ocorrem de acordo com critérios e procedimentos definidos pelos gestores e pela legislação específica de cada um deles.

Abaixo está a relação dos principais programas federais usuários do Cadastro Único, cada um com hiperlink para mais informações.  

Lembre-se: A inclusão prévia no Cadastro Único é condição para participar dos programas listados abaixo.

Programa Bolsa Família 
Tarifa Social de Energia Elétrica
Programa Minha Casa Minha Vida
Carteira do Idoso
Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda
Telefone Popular
Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos
Programas Cisternas
Água para Todos
Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental)
Bolsa Estiagem 
Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural
Programa Nacional de Reforma Agrária
Programa Nacional de Crédito Fundiário
Crédito Instalação 
Carta Social 
Serviços Assistenciais
Programa Brasil Alfabetizado
Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Os seis comentários mais ouvidos pelas mães que amamentam

Confira a lista dos comentários mais ouvidos pelas mães que amamentam


Neste mês de agosto, aconteceu a Semana Mundial do Aleitamento Materno que foi criada em 1948, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), buscando ações voltadas para a saúde da criança, devido à grande preocupação com a mortalidade infantil. Vista como um momento sublime da relação entre mãe e filho, a amamentação ainda é cercada de mitos e polêmicas; e sempre tem alguém para dar um conselho ou opinião à mãe sobre a melhor forma de alimentar seu filho.

Para celebrar a data, o Portal EBC listou os comentários mais ouvidos pelas mães que amamentam - e provavelmente que elas não aguentam mais ouvir.  Conheça a explicação sobre as questões que envolvem cada um deles.

Beneficios da amamentação


1 -  Come canjica pra ter mais leite!

 

“Isso é mito. Até agora não temos nenhuma comprovação científica de que alguns alimentos produzam mais leite que outros", Neide Cruz, nutricionista do Ministério da Saúde

2 - Quanto mais o bebê mamar, mais leite você vai ter

 

“Quanto mais a mãe estimular o peito a produzir leite, mais ela o terá e não faltará para o bebê. O leite é produzido na hora em que o bebê está sugando, mas se a mãe demorar muito tempo para ordenhar, ela vai sentir a mama mais cheia. O leite para de ser produzido quando não há estímulo, quando o bebê não mama”, Eliane Caldas, psicóloga do Banco de Leite Humano da Fiocruz.

3 - Seu leite deve ser fraco

 

“Não existe leite fraco, esse é um dos mitos da amamentação. O leite é adequado ao bebê, é o alimento mais indicado. O que pode existir é um erro, uma inadequação, na técnica de amamentação. O recomendado hoje é a livre demanda durante a mamada. A criança mama até ela mesma parar. O leite do início da mamada tem mais proteínas, já o do final é mais gorduroso e vai saciar mais o bebê. O bebê que mama no peito tende a mamar mais vezes seguidas e muitos pensam que isso é ruim. Na verdade é o contrário. O leite materno é tão bom que o organismo da criança o absorve rapidamente, como se fosse uma refeição leve. Já no caso das fórmulas infantis, o bebê precisa de mais tempo para digerir.” Rosane Baldissera, nutricionista e consultora em amamentação.

4 - Você vai vai dar peito de novo? Mas o bebê acabou de mamar!


“A recomendação é que a mãe ofereça o leite em livre demanda, ou seja, toda vez em que o bebê sentir fome. Algumas crianças, com o passar das semanas, vão criando seu próprio horário e é comum quererem mamar a cada duas ou três horas, mas é importante que a mãe não restrinja a amamentação caso o bebê prefira mamar em um intervalo maior ou menor de tempo”, Fundação Abrinq.

5 - Mas você vai amamentar aqui? Na frente de todo mundo?

 

Vários estados e municípios brasileiros estão se mobilizando para criar leis de incentivo à amamentação em locais públicos, motivados por episódios que têm constrangido ou impedido mães de amamentarem livremente seus filhos. Os estados de Santa Catarina, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Mato Grosso estão entre os que já editaram lei com o mesmo objetivo. No âmbito municipal, as cidades de São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Teresina/PI, Vitória/ES, Cuiabá/MT, Curitiba/PR e Porto Alegre/RS, estão entre as capitais que já aprovaram ou estão com a pauta em tramitação em suas casas legislativas.

 

6 - Você não conseguiu amamentar? E agora?

 

“Nutrir vai muito além do aleitamento materno. Mesmo se a mãe não amamentar o bebê no peito, esse bebê vai ser nutrido pela voz, pelo olhar, pelo abraço. Promover a amamentação sem acolher, não serve para nada", Chris Nicklas, fundadora do site Amamentar É...

 Fonte: Portal EBC

domingo, 7 de agosto de 2016

Inca lança site sobre alimentação, nutrição e prevenção ao câncer

De acordo com o Inca, alimentação e nutrição inadequadas são consideradas a segunda causa do surgimento de câncer


Inca lança site sobre alimentação, nutrição e prevenção ao câncer
Pixabay/CCBY


 O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) lançou recentemente uma página voltada para alimentação e nutrição na prevenção de câncer.

 O site apresenta recomendações sobre os fatores de risco e prevenção, oferece dicas sobre alimentação, esclarece mitos e verdades e traz uma seleção de publicações, vídeos e legislação referentes ao tema.

“Já temos evidências convincentes da relação entre a alimentação e nutrição e a prevenção de câncer. No entanto, a população ainda não reconhece que a alimentação adequada e saudável, a prática regular de atividade física e a manutenção do peso corporal podem prevenir vários tipos de câncer", explica Maria Eduarda Melo, nutricionista responsável pela Unidade Técnica de Alimentação, Nutrição e Câncer do INCA.  

O site é voltado para a população em geral e apresenta dicas práticas, como o modo correto de preparar carnes de uma forma saudável, a maneira de reduzir o consumo de agrotóxicos e como identificar a quantidade de açúcar nos alimentos industrializados. Há também uma área que esclarece dúvidas frequentes, como, se aquecer as refeições no micro-ondas causa câncer e se atividade física previne o câncer independentemente de levar à perda de peso.

No Brasil, atualmente 53,9% da população estão acima do peso (Vigitel 2015), e o excesso de peso corporal aumenta o risco de ter câncer. “Temos um cenário epidemiológico atual preocupante, no qual mais da metade da população brasileira está com excesso de peso, a prevalência de sedentarismo é elevada e o consumo de alimentos e bebidas ultraprocessados é crescente", alerta Maria Eduarda. 

No site, profissionais de saúde também terão acesso às recomendações atualizadas de prevenção de câncer por meio da alimentação e nutrição preconizadas pelo INCA, com base no Fundo Mundial de Pesquisa em Câncer/Instituto Americano de Pesquisa em Câncer e as publicações da Agência Internacional de Pesquisa em Câncer da Organização Mundial da Saúde. Na área "impressos e multimídia" estarão as publicações do INCA referentes à temática, sugestões de vídeos e legislação dividida por temas específicos para facilitar o acesso do usuário.  

Acesse o site de alimentação do INCA e confira: www.inca.gov.br/alimentacao

Fonte: EBC e INCA 

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Candidatos a bolsas remanescentes do Prouni podem se inscrever até o dia 26 de agosto

 PROUNI - Bolsas remanescentes

Qual o período de inscrições para as bolsas remanescentes do ProUni?

Os estudantes ainda interessados em conseguir bolsas de estudos do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm prazo até o dia 26 de agosto para fazer a inscrição on line e se candidatar às vagas remanescentes do processo seletivo referente a este segundo semestre. Esse é o prazo para o estudante não matriculado na instituição de educação superior na qual pretende se inscrever. Para os candidatos que já estudam na instituição, mas não têm a bolsa e pretendem obtê-la, o prazo vai até 14 de novembro.


Pode fazer a inscrição o candidato que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e alcançado pontuação mínima de 450 pontos. Além disso, não pode ter tirado zero na redação.


Voltado para estudantes que fizeram o Ensino Médio em escola pública ou na rede particular com bolsa integral e para pessoas com deficiência, o ProUni oferece bolsas de 100% a candidatos com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. A bolsa parcial é destinada àqueles com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.


Também podem participar do processo seletivo os professores em efetivo exercício do magistério da educação básica integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Eles concorrem exclusivamente a bolsas para cursos de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.



Quem pode se inscrever às bolsas remanescentes do ProUni?


Pode se inscrever às bolsas remanescentes do Prouni 2º/2016 o candidato que atenda a uma das condições a seguir:
- seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou
- tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, a partir da edição de 2010, e obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos um dos requisitos abaixo:
- ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede particular na condição de bolsista integral da própria escola;
- ser pessoa com deficiência; ou
- ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Qual o período de inscrições para as bolsas remanescentes do ProUni? 



As inscrições estarão abertas a partir do dia 01 de agosto de 2016 e poderão ser realizadas:
a) até o dia 26 de agosto de 2016: caso o candidato não esteja matriculado na instituição em que deseja se inscrever; ou
b) até o dia 14 de novembro de 2016: caso o candidato já esteja matriculado na instituição em que deseja se inscrever.

3.4 - Como fazer a inscrição para a bolsa remanescente do Prouni?
A inscrição é gratuita e efetuada exclusivamente pela internet, acessando a página do Prouni no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br.

Antes de iniciar a inscrição, o candidato deve se cadastrar no sistema de bolsas remanescentes.

No cadastro, o candidato deve informar o seu CPF e a sua data de nascimento. A partir desses dados, o sistema automaticamente verificará se o candidato participou do Enem, a partir da edição de 2010, e se obteve, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Havendo registro de participação no Enem, o sistema pedirá que o candidato cadastre uma senha, com a qual acessará o sistema para se inscrever às bolsas remanescentes, e que informe um e-mail válido, para o qual será enviado o link de ativação do cadastro.
O professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e do quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode se inscrever para bolsas nos cursos com grau de licenciatura independentemente de ter participado do Enem. Assim, basta que o candidato informe que é professor para prosseguir com o seu cadastro.

Após a ativação do cadastro, o candidato deve acessar o sistema de inscrição informando o seu CPF e a senha cadastrada.